Seu Carrinho está vazio.

Skip to Main Content »

 
            Entrega Garantida Bcash

          ou Dinheiro de Volta !

Perguntas Frequentes

.....


Veja as perguntas e respostas das perguntas mais frequentes dos nossos clientes:
Demais dúvidas fique tranqüilo e conte conosco!

 

A techclube.com tem loja física?

- A techclube.com atualmente só esta trabalhando com distribuição, efetua entregas em todo Brasil saindo de 4 centros de distribuição estrategicamente localizados.


Quais as formas de pagamento?

- Aceitamos pagamento via boleto bancário somente avista, com 5% de desconto; ou pagamento via cartão de crédito em até 12x fixas, via sistema de segurança Pagamento Digital (Buscapé) e PagSeguro (UOL).


Existe opção de faturamento?

- Não, atualmente somente as formas de pagamento apresentadas são pagamento via boleto bancário somente avista, com 5% de desconto; ou pagamento via cartão de crédito em até 12x fixas, via sistema de segurança Pagamento Digital (Buscapé) e PagSeguro (UOL).


Como emitir segunda via do boleto?

- Basta acessar a sua conta pelo site: http://www.techclube.com.br/customer/account/login/ , seguir para seus pedidos, clicar em detalhes do pedido desejado, e na sequencia clicar em  Imprimir segunda via do boleto.


Qual prazo de entrega?

- O prazo padrão e médio de entrega é de 4 a 8 dias* via PAC ou Transportadora, ou de 2 a 4 dias* via Sedex ou serviço aéreo. Porém em algumas regiões a entrega pode ser mais breve, e em outras mais demoradas, dependendo da distancia dos nossos centros. (*)Os prazos especificados no site, é um prazo médio feito com base nas principais capitais do País; algumas regiões podem sofrer aumento nesse prazo, prazo podem ser verificados no site dos correios.


Pode fazer retirada do material?

- Não, como somos apenas centro de distribuição, não temos estrutura física para receber os clientes, o que acarretaria num aumento de custos e conseqüentemente aumento dos valores dos produtos. Então a política da empresa sempre foi liberar o frete gratuito.


Qual segurança e garantia sobre o pedido?

- A fim de manter o padrão de segurança das transações que utilizamos os sistema de pagamento Pagamento Digital (Buscapé) e PagSeguro (UOL), duas empresas terceirizadas especializadas em transações. Que além de dar segurança SSL de dados, também gera segurança de recebimento da carga para o cliente, sendo que se o cliente não receber o material pode cancelar o pagamento.


O que quer dizer os status dos pedidos?

- Pendente, quanto o pedido não foi confirmado pagamento ainda;

- Processando, quando o pedido já foi aprovado e entra na fila de envios;

- Completo, quando o pedido já foi enviado e já consta no sistema o código de rastreamento;

- Segurar, quando o pedido esta com alguma pendência, é necessário entrar em contato;

- Cancelado, quando o pedido foi cancelado por algum motivo, de falta de pagamento ou aprovação, ou opção.


Tenho que pagar algum imposto para receber a mercadoria?

ATENÇÃO! 
Clientes das regiões Norte, Nordeste, Centro Oeste, Espírito Santo e DF 

Conforme mudanças na legislação tributária por decretos, referente ao ICMS em compras interestaduais, toda compra efetuada cujos endereços de entrega situem-se nas unidades da federação, Acre, Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Espirito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima, Rondônia, Sergipe e Distrito Federal, poderá ter que recolher, em caso de apreensão em posto fiscal, um adicional de imposto (ICMS) de 7 a 12% sobre o valor total da compra/Nota Fiscal dependendo da legislação do estado de destino. Em alguns casos a cobrança é antecipada.

A mercadoria poderá ficar retida em posto fiscal ao entrar no estado e o cliente deverá solicitar à SEF (Secretaria da fazenda) a guia para pagamento. Este recolhimento é de responsabilidade do adquirente e deverá ser efetuada mediante guia emitida pela Secretaria da Fazenda do seu próprio estado.

Assim como a OAB e diversos outros órgãos, a Techclube acredita na inconformidade de tal legislação com nossa Constituição, uma vez que ela estabelece uma bi-tributação sobre os produtos vendidos. 
A OAB ajuizou a ADIn 4262 (Ação Direta de Inconstitucionalidade) em 25/08/2011 no Supremo Tribunal Federal e esperamos que as autoridades competentes julguem o caso o mais rápido possível, colocando fim à essa injusta cobrança ao consumidor final.

Arts. 1º e 2º do Decreto nº 13.162/2011 – Mato Grosso do Sul; Art. 11 da Lei nº 14.237/2008 – Ceará; Art. 9º do Decreto nº 2.748/2011 e art. 8º do Decreto nº 4.028/2011 – Amapá; Arts. 1º, XIX, 2º, X, do Decreto 12.831/2011, que alteraram o Decreto Estadual nº 6.284/1997 (RICMS); Art. 352-B, caput do RICMS; Item 30 do Anexo 86 do RICMS – Bahia; Art. 1º do Decreto nº 2.767/2011; Art. 1º, IV do Decreto nº 2.839-R/2011; Arts. 269-B a 269-G do Decreto nº 1.090-R/2002 (RICMS) - Espírito Santo; Decreto nº 7.303/2011 – Goiás; Decreto nº 27.505/2011 – Maranhão; Decreto nº 312/2011; art. 398-Z-5 do Decreto nº 1.944/1989 (RICMS); Decreto nº 79/2011 – Pará; Lei nº 9.582/2011 – Paraíba; Art. 2º, II do Decreto nº 12.659-E/2011; Decreto nº 12.660-E/2011 – Roraima; Decreto nº 15.846/2011 – Rondônia; Decreto nº 28.064/2011 – Sergipe; Decreto nº 32.933/2011; Decreto nº 33.341/2011 - Distrito Federal.